Fotografo: Marcos Lopes
...
Sem Legenda

Praticamente um 1 e 6 meses após a Câmara Municipal de Nobres ter aprovado a Resolução nº 003/2017 , de autoria do vereador Rogério Frazão Sampaio (PSB), a qual proíbe que os vereadores e os funcionários do Poder Legislativo façam usam do aparelho de telefone de celular durante as sessões ordinárias realizadas quinzenalmente pela Casa de Leis.

A vereadora  de terceira mandato, Zilmai Ferreira de Jesus (DEM) mesmo votando a favor da aprovação da Resolução nº 003/2017, que foi a provada em 31 de maio do ano passado (2017) parece ignorar ou desconhecer o teor da mesma, uma vez que já se tornou hábito dela passar quase que todo o período integral das sessões acessando as suas redes sociais através de seu telefone celular.

As fotos inseridas nesta reportagem, ilustram e comprovam assim, o  total desrespeito aos demais vereadores, que enquanto eles estão priorizando debater e discutir assuntos de interesse da população nobrense, a vereadora Zilmai Ferreira está a apenas interessada em ficar verificando quem está on line em suas redes sociais, esquecendo que ao menos duas vezes ao mês ela tem como obrigação, ao menos na teria, mostrar que é vereadora de fato e de direito. 

Outro fato que chama a atenção é a não permanência da vereadora Zilmai no Plenário das Deliberações, ela espera abertura dos trabalhos das sessões e logo que tem oportunidade de se retira e após longos minutos retorna ao plenário, senta-se por alguns minutos e novamente se ausenta do local, retornando somente na hora da votação da Ordem do Dia.

De acordo com um vereador que não quis se identificar, “a atitude da colega vereadora incomoda e é algo constrangedor, pois muitas vezes ela pede um à parte, mas fala de assuntos  totalmente fora do tema que está em questão, mas talvez ela esteja passando por um problema, que prefere não externar”.

Agora para finalizar fica algumas indagações: Qual seria o real motivo que levariam a vereadora Zilmai não permanecer de forma integral em sua cadeira no parlamento municipal?  Haveria algo sobrenatural ao redor ou em sua cadeira dentro da Casa de Leis? Ela seria vereadora de fato e de direito ou s será que teria uma pessoa exercendo de fato (externamente) o seu mandato?

E aproveitando que estamos em época de eleição, se Jair Bolsonaro houve o economista Paulo Guedes e Fernando Haddad houve orientações do ex-presidente Lula, quem será que a vereadora Zilmai Ferreira estaria supostamente ouvindo cada vez que ela se ausenta do plenário ou faz uso de suas redes sociais durante as sessões ordinárias?

Com a resposta... a vereadora Zilmai Ferreira. O espaço está aberto.