Fotografo: Divulgação
...
Aumento de 8,33% no número de vítimas

 

 

 

 

 

Segundo dados apresentados pelo Infosiga SP, do programa Respeito à Vida, do Governo do Estado de São Paulo, o número de registros de vítimas fatais no trânsito da região do Grande ABC voltou a subir no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2019.

Cerca de 48 pessoas perderam a vida no ABC nos três primeiros meses de 2019, 8,33% a mais do que em 2018.

Quantidade de vítimas registradas no primeiro semestre de 2019 é a terceira maior desde o início da divulgação dos dados, em 2015. Das sete cidades da região, três apresentaram alta. Em Mauá subiu de cinco mortes entre janeiro e março do ano passado para oito no mesmo período deste ano. Em Santo André a alta foi de sete para oito e em São Caetano, a cidade registrou quatro vítimas fatais e em 2018 não aconteceram acidentes fatais.

São Bernardo e Diadema apresentaram queda (de 20 para 18 e 8 para 6, respectivamente). As demais cidades igualaram os dados nos dois períodos: Ribeirão Pires (quatro mortes cada) e Rio Grande da Serra que não teve qualquer acidente fatal.

A pesquisa também apresenta que o principal dia para acidentes fatais neste primeiro semestre foi o sábado com 14 mortes. 11 pessoas perderam a vida entre às 0h e 6h (16). 32 pessoas faleceram em acidentes nas vias municipais, outras 15 nas rodovias e uma não teve o local do acidente identificado. As principais vítimas são os homens (37) entre 18 e 24 anos (11) e que pilotavam motos (24).